Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Uma Otimista Incurável

Acredito nas pessoas. Acredito no altruísmo. Não tolero injustiças. Tornando-me assim uma sonhadora - Uma Otimista Incurável.

Uma Otimista Incurável

Acredito nas pessoas. Acredito no altruísmo. Não tolero injustiças. Tornando-me assim uma sonhadora - Uma Otimista Incurável.

Saudades II

Tenho saudades tuas!!

 

Saudades do que vivi e não esqueci.

 

Saudades de sonhar!!

 

Saudades das nossas histórias.

 

Inventadas!!?!!

 

Quando tudo aconteceu, porque aconteceu... tenho saudades...

 

Tenho saudades de inventar ... 

... um futuro!  Sim, ... sim um futuro... que nunca irá acontecer... 

Foram promessas que ... que não passaram disso ... meras promessas.

 

... porque a razão domina... duma tal forma ... 

 

Mas fico esperando, esperando que as saudades vão embora... um dia... 

 

 

VERA RIOS

Existirão palavras para descrever o que eu sinto?

Será Amor?

Será Paixão?

Será bem querer?

 

Não, nada disso.

É muito mais.

É muito mais forte.

 

É mais que Amor.

É mais que Paixão.

É mais que bem querer.

 

É andar um cima de uma corda sem saber para que lado cair.

 

É saber que posso cair.

 

É nunca saber o que vai acontecer.

 

Mas...

 

É querer estar lá.

É desejar estar lá.

É sentir excitação por estar lá.

 

É cair, e querer voltar lá.

Pendurada a um milhão de metros do chão.

 

Sim esta corda está a um milhão de metros do chão.

Sim está nas nuvens.

Sim está onde os sonhos estão.

Está onde está a fantasia.

Está onde está a imaginação.

 

Como se sonha e ao mesmo tempo se equilibra numa corda?

 

Não sei.

 

Só sei que o meu amor mora aí.

Só sei que a minha paixão reside aí.

 

VERA RIOS

Silêncio!!

- Silêncio!

 
Mas a mim apetece-me gritar:
- Vem, vem, corre.
- Vem ter comigo.
 
- Silêncio!
 
Mas a mim apetece-me gritar: 
- Beija-me, mata-me de beijos.
- Cobre-me de beijos.
 
- Silêncio!!
 
Grito: 
- Beija-me como se não houvesse amanhã.
- Toca-me.
- Sente-me.
 
- Silêncio!!
 
Mas apetece-me gritar:
- Sente-me. 
- Olha-me.
 
- Silêncio!!!
 
E eu continuo com vontade de gritar:
- Dá-me prazer... ajoelha-te e dá-me prazer...
 
- Silêncio!!
 
E eu continuo a gritar... com uma vontade louca de gritar...
 
- Silêncio!!!
 
Por fim grito: 
- Não vás.
- Fica comigo.
 
... e... fico no silêncio do quarto... em silêncio.
 
VERA RIOS

Amor... ou se ama ou não se ama

É insuportável a dor que se sente quando não se está com quem se ama, quando é de todo impossível estar com essa pessoa.

Tornam-se amantes... querendo... e ao mesmo tempo não querendo. Encontra-se quando podem. Mas a vida é difícil e muitas vezes incompreendida ... ... e expressões com alguma fúria surgem: 



"Foda-se agora nunca podes, nunca tens tempo para mim."

"Queres estar comigo ou não? Vou ter que mendigar um pouco do teu tempo?"

"Enquanto não me disseres que estás disposta a correr riscos. Então... não vale a pena"

 

Mas não devia o amor ser assim? Com convicção? 

Aprende-se a viver, mesmo se sentindo incompletos.

Nunca se esquece aquilo que viveram... o que realmente nunca se esquece é aquilo que sentiram. E... que ... nunca... nunca mais ... se volta a sentir.


E as suas mentes não desligam totalmente e nunca se vão sentir realmente bem com a pessoa que escolheram viver.

 

Sentem-se presos numa relação... e... presos ... noutro sentimento ... que ... nada tem de certo ...  que nada tem de conveniente... mas que sentem... sentem como se fossem sufocar...

... e ... sentem-se  castigados... sem direito a serem felizes.


"Ás vezes acho que nunca vou ter ninguém que me trate como mereço. Ou será que mereço?"

"eu tratava linda, eu juro que tratava... juro que tratava"


Volto a perguntar: - Não devia o amor deveria ser sempre assim?

- Porque não dizer o que realmente querem, o que realmente desejam? Porquê?



VERA RIOS

Promessa

"Prometo amar-te por toda a minha vida, se me deixares dormir no teu colo. Dormir, dormir,... dormir, ... dormir... sonhar contigo ... abraçado a mim.

 

Apenas isto que eu preciso ... um abraço... .... um colo... um beijo... ... 

 

... e ver o mar... já me esquecia... e ver o mar... sentada na areia... 

 

 

É pedir muito?

 

Pode ser?"

 

VERA RIOS

Saudades

Tenho saudades!!!


Saudades do que vivi.

Saudades do que senti.


Saudades do que sonhei

e do que imaginei


Mesmo acordada sonhei

e imaginei.

Tantas e tantas vezes!!

Que saudades!


Saudades do que dei

e partilhei.


Saudades do que aconteceu!


Saudades do que ficou por fazer.

E do ficou por dizer!!


E do que não faz sentido?

Que saudades!!


Do toque, do sabor, do olhar...

que saudades!!


... e de rir? 

Que saudades!!


Saudades de onde estive,


... e não permaneci.

 

VERA RIOS

Uma Otimista Incurável

Considero-me uma otimista incurável, porque penso que existe sempre quem vive pior do que eu e penso que aquilo que me acontece de mau, podia ser bem pior. "E vou levando assim a minha cruz." 

 

Pessoalmente não gosto de chamar cruz ou fardo à minha vida. Gosto da vida que levo, mas podia ser bem melhor. Claro que sim!!!

 

Nunca desisto de nada a menos que não tenha mais volta, a menos que não seja mais possível suportar, a menos que canse...  E por vezes suportamos coisas que são quase impossíveis de suportar e doí, doí mas aguenta-se.

 

Eu tento sempre tirar partido de tudo o que me acontece, tento tirar uma lição ... por vezes uma lição "bem cara" mas...

 

Tenho um amigo que costuma dizer que tem que acontecer coisas más para darmos valor à coisas boas e eu concordo com ele, plenamente. E quanto "maior" for a dor, melhor saboreamos as vitórias da vida. 

 

Assim de pequenos bons momentos devemos transformamo-los em ótimos... 

 

... e tornar esses momentos eternos... .... 

 

Tenho que crer tudo vai correr pelo melhor ... 

 

... e quando penso que vai correr tudo bem... ... ops, ...  tudo descamba. Mas podia ser pior.

VERA RIOS

 

O que nos faz falta para sermos felizes?

O que faz falta para sermos felizes?

Aquilo que nos eleva, aquilo que nos transporta para algo inatingível. É isso a felicidade?

Precisar desesperadamente de alguém?

O sucesso pleno?

São estas perguntas que fazemos muitas vezes a nós próprios.

Não sei, realmente não sei.

Ás vezes acho que não somos efetivamente felizes porque pensamos que estamos a ser castigados por algum segredo do passado ou a algum medo terrível do futuro. E por isso não temos direito a seremos felizes. Será?

Outras vezes acho que temos todo o direito a ser. Porque não? Há que saber descomplicar. e nunca desistir do que realmente queremos.

E não pensar muito nisto. Essencialmente é isso, não pensar muito...

VERA RIOS

Não posso estar muito tempo longe

Adoro o mar,

o barulho das ondas,

andar descalça na praia

sentir a areia nos pés,

não nas mãos.


Gosto da praia no inverno.


Gosto de o ouvir,


da sua calma,

 

da sua mudança,

da sua renovação,

 

da sua simplicidade,

 

da sua solidão,

das suas conversas,

 

da sua superioridade,

 

do seu aroma, 

 

da suas cores.

 

Da sua liberdade.

 

Gosto de o pintar.

 

 

Vera Rios

Más escolhas???!!!!

Tu, és como um vício, 


Eu tento me afastar,

Te deixar,  mas ... 

O meu corpo grita por ti.


Eu tento me afastar,

Te deixar viver. mas ... 

... ...


Te deixar viver com quem escolhestes,

... para que sejas feliz como mereces,


Eu tento me afastar,

Te deixar,  mas ... 

as saudades matam me aos poucos


que saudades que eu tenho de te ter nos meus braços...



VERA RIOS

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D